Propriedades das sementes de Chia

As sementes de chia crescem na planta de Chia (Salvia hispânica), que faz parte da família da menta e é originária do México e América Central. As sementes podem ser de cor branca ou preta, e os dois tipos são muito nutritivos. As sementes de chia são uma parte importante da dieta dos Astecas e Maias. Neste momento da história, as sementes de chia é considerada um superalimento devido à sua capacidade para aumentar a resistência e a energia durante longos períodos de tempo. O cultivo de chia foi proibido após a conquista espanhola, devido à sua associação com a religião asteca, onde foi utilizada como uma oferta em rituais e cerimônias religiosas. Na atualidade, o consumo de sementes de chia está se espalhando cada vez mais, já que são consideradas como um "Super Alimento". Como uma das mais ricas fontes de fibra solúvel, a chia é um complemento ideal se você sofre de prisão de ventre, diabetes, hipertensão e/ou colesterol alto. O conteúdo de fibra dietética é de cerca de 27,7 g de fibra por 100g de sementes (14,1 g de esta fibra solúvel). As sementes de chia contêm uma grande concentração de mucilagem, um tipo de fibra solúvel que forma um gel quando a semente se molhado com água. Isso faz com que aumente o volume da semente, fator que faz com que pressione as paredes do tubo digestivo e produz uma estimulação do peristaltismo (movimento intestinal). Além disso, este gel, que se forma a partir da fibra solúvel e a água, hidrata e facilita a passagem dos alimentos pelo trato digestivo, estimulando a defecação. A fibra solúvel também prolonga o tempo que demoram os açúcares ingeridos em ser absorvidas no intestino, o que faz com que o pico de açúcar no sangue, que ocorre como consequência da absorção desses açúcares é baixo. Também ajuda a reduzir o colesterol no sangue, pois a fibra solúvel tem efeitos que têm sido demonstrados sobre a reabsorção do colesterol biliar. Além disso, a semente de Chia são o sonho de uma pessoa a dieta feita realidade, a sua ação gelificante que promove a sensação de saciedade durante horas. Apenas 1 colher de sopa de sementes de chia contém 2282mg de Omega 3 e 752mg de ácidos graxos Omgea 6. A chia para ser uma grande fonte de ácidos gordos omega-3 e Omgea-6 até melhor do que as sementes de linho. De acordo com um estudo publicado em 2005 na revista "Nutrition Research," a semente de chia é a maior fonte vegetal de ácido alfa-linolénico. Os pesquisadores concluíram que a chia é uma fonte promissora de estes ácidos gordos para pessoas vegetarianas. Os estudos mostram que uma dieta rica em ácidos graxos ômega 3 e ômega-6 podem ajudar a reduzir os triglicerídeos, o colesterol LDL e aumentar o colesterol HDL (o colesterol bom). Os ácidos graxos ômega 3 também pode atuar como um anticoagulante para evitar a coagulação sangüínea. Vários outros estudos também sugerem que esses ácidos graxos podem ajudar a reduzir a pressão sanguínea e a inflamação das articulações entre muitos outros benefícios. A chia é uma fonte natural de antioxidantes. Em 2008, um estudo realizado pelo Departamento de Alimentos e Nutrição, Universidade de Purdue, Indiana, EUA informou que a chia continha, entre outras coisas, uma notável quantidade de antioxidantes, como a quercetina, campferol e miricetina, ácido clorogénico e o ácido cafeico. A sua riqueza em antioxidantes permite os ácidos graxos essenciais contidos na chia são conservados durante longos períodos de tempo sem enranciarse, por isso que os Maias armazenam esses produtos, sem qualquer tipo de conservante O conteúdo de proteína da chia é superior a de outros grãos e sementes. Contém aproximadamente 20% de proteína em comparação com 14 por cento d o trigo. Além disso, a proteína de maior qualidade, como é determinado pela sua composição de aminoácidos. Tanto o trigo como chia são limitados em lisina, que é frequentemente o caso de fontes de proteínas vegetarianas. No entanto, a pontuação total de aminoácidos para chia é 91 (baseado em um objetivo de 100 para um perfil de aminoácidos completa) contra apenas 55 para o trigo. O único aminoácido essencial que carece de chia é a taurina, mas é muito alta em ácido glutâmico. Pelo seu alto conteúdo em proteínas, a semente de Chia ajuda a construir e regenerar músculos e tecidos. Ideal para desportistas e estágios de crescimento. A semente de chia contém quantidades de vitaminas do complexo B, que desempenham um papel principal no metabolismo dos alimentos e vitaminas C e e, que são excelentes antioxidantes. A chia é rica em Cálcio, que intervém na formação dos ossos e dos dentes, na contração muscular, na transmissão do impulso nervoso e a coagulação do sangue. Também contém Boro, Magnésio e Ferro. As sementes de Chia são altamente hidrofílica com a capacidade de manter cerca de dez a catorze vezes o seu peso em água. Esta habilidade pode prolongar a hidratação e manter os eletrólitos em fluidos do corpo, especialmente durante o esforço ou exercício. Essas propriedades hidratantes também prevenir a fadiga muscular durante o exercício muscular e ajuda a recuperar após o exercício. Ao contrário das sementes de linho, O sabor das sementes de chia é suave e agradável, semelhante ao da noz. Pode-Se consumir com leite, iogurte, saladas, frutas, molhos, sopas, cremes, legumes, etc. Também pode incorporar, tanto inteira como moída, pães, biscoitos, barras energéticas ou pastelaria, mesmo podem se misturar com temperos e molhos para aumentar a sua espessura Para aproveitar ao máximo seus nutrientes é melhor consumi-la moída. Pode ser tomado a qualquer hora do dia, ou melhor, antes das refeições. A Chia é uma fonte de fibra livre de glúten, o que é uma semente apta para celíacos ou pessoas com sensibilidades ao trigo.