Os perigos dos Raios UVA

Dar raios UVA se tornou uma prática muito comum na atualidade. Nos permite pegar cor de uma forma rápida, cómoda e também bastante econômica. No entanto, há que ter especial cuidado quando se opta por esta alternativa para os raios solares. E é que há que se tomar uma série de precauções quando utilizados está máquinas de bronzeamento artificial. Por muito que possamos ouvir ou ler, a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou a estas camas bronzeadoras de raios UVA como um potencial fator de risco de câncer, incluindo-as no grupo 1 de cancerígenos para humanos. Por isso, não há que ser tomada de ânimo leve este tema. O primeiro que há que ter em conta, se está pensando em ir a algum centro de bronzeamento, é que há que recorrer previamente ao médico especialista. É a única pessoa indicada para avaliar se a nossa pele está preparada para fazer este tipo de raios, e também nos dará as diretrizes a seguir para que a nossa pele não sofra nenhum risco. Não há que esquecer que a pele tem memória, o que pode "perdoar" um dano, mas não vai esquecer, e a longo prazo pode causar problemas importantes. Se bem é verdade que estas máquinas apresentam uma série de filtros que eliminam as radiações ultravioletas do tipo B, que são as mais nocivas para a pele, há que ter em conta que os raios uv têm efeitos nocivos para a saúde. Por este motivo, se tomados de forma excessiva e sem precauções, provocam envelhecimento, rugas e, a longo prazo, pode causar câncer de pele. Se dissermos ir para um centro que ofereça raios UVA há que certificar-se de que as cabines estão em perfeito estado e que contam com a manutenção adequada. Também devem contar com todo o material homologado, sobre tudo os óculos. As sessões não devem nunca ultrapassar os 10 minutos, e também não se pode dar uma nova sessão antes de 2 ou três dias. As sessões não devem dar mais de dois meses seguidos. Além disso, o pessoal do centro tem a obrigação de informar sobre os benefícios, mas também sobre os possíveis riscos, tempo máximo de exposição, sessões, que se podem dar e se é apropriado para o nosso tipo de pele. Em geral, e tendo em conta a legislação da União Europeia em matéria de saúde, não se devem usar essas cabines de bronzeamento, nos seguintes casos: – Se tem menos de 18 anos. – Há presença de muitas sardas, pintas ou manchas da pele. – Se tem um tipo de pele 1 ou 2, ou seja, pele bem clara e sem pigmento, pessoas loiras e ruivas. – Se você é uma pessoa que de pequeno queimado pelo sol, com muita facilidade. – Se sofreu de câncer de pele. – Grávidas. – Se usar maquiagem, já que a maioria de cosméticos potência da ação dos raios. – Se você toma medicamentos. Apesar de todos estes riscos, os raios UVA também tem benefícios para a nossa pele e saúde em geral. Melhoram o humor, a depressão e a capacidade de resposta do sistema imune. Também ajudam a fortalecer os ossos e os músculos, por isso, costuma-se recomendar em pessoas que sofrem com problemas de osteoporose. Uma sessões podem prevenir as queimaduras e problemas de pele causados pelo sol.