Informação nutricional dicas. Parte 1

O seguinte artigo é sobre as pautas a levar a cabo para maximizar os sacrifícios que fazemos na sala de musculação, e é claro que queremos que nos concedam alguns resultados de acordo com o grande trabalho realizado. Dividimos os pontos a tratar em duas pequenas mini-guias, a forma de pequenas dicas ou comentários, com as quais espero que mejoréis, ou, pelo menos, enfoquéis o assunto a partir de uma outra perspectiva, a qual antes não conocíais ou não estava bem explicada. Pois com tudo isso, vamos lá! A citrulina malato é um suplemento bastante subestimado. Pode chegar mesmo a elevar os níveis de arginina no sangue a um nível maior do que a própria arginina, ou qualquer um dos suplementos de óxido nítrico. Uma dose de cerca de 6gr é ideal para provocar este efeito. A nutrição pré-treino é provavelmente mais importante do que a de pós-treino, especialmente se a duração do treinamento é menor a uma hora. É necessário repensar sobre o que leva um certo tempo para que os nutrientes cheguem à corrente sanguínea e fique à disposição de ser usados. Por isso, se, em primeira mão, são incorporados ao modo de pré e/ou intra-treino é a amplificar os ganhos referentes à síntese proteica. A sesta é uma poderosa ferramenta de recuperação. Sem necessidade de chegar a prolongar muito esse sonho, basta cerca de 20 minutos para disparar mecanismos que estão envolvidos nas fases de recuperação. Seriam precisos mais de 90 minutos para chegar à fase de sono profundo, mas "praticando" o sono leve se observar efeitos benéficos. Atualmente você está considerando tomar o pequeno-almoço como uma perda de tempo. No entanto, consumindo um café da manhã bastante proteína se chega a conseguir uma maior sensação de saciedade e aumentar a possibilidade de que os carboidratos ingeridos nas refeições sucessivas vão repor os estoques de glicogênio. Para conseguir maximizar a síntese de proteínas deve-se optar por provocar pulsos de leucina ao longo do dia, em vez de mantê-la elevada em todo momento. Uma boa estratégia que provoca uma construção muscular mais seria incorporar uma dose de leucina em cada refeição sólida realizada. O tipo e a quantidade de carboidrato que se deve tomar em momentos que antecederam, durante e/ou após o treino devem ser especificados de acordo com a composição corporal do sujeito em questão. Neste sentido, para biotipos ectomórficos, uma tripla mistura à base de frutose, dextrose e maltodextrina é uma boa opção. Se, por outro lado, a sua caracterização não é a mais apropriada, ou se não conseguir mantê-lo suficientemente baixo de gordura, o mais prudente seria optar ou por girar a anterior composição com outra de menor índice glicêmico, ou mudar completamente o tipo de hidrato, como as ciclodextrinas. Uma mistura de diferentes tipos de nozes é considerada como um bom sistema de aumento de peso ou "weight gainer". São baratos, portáteis, ricas, do ponto de vista nutricional e densamente calóricas. Não há necessidade de ingerir altas doses de BCAAs para treinos não muito exigentes ou cujo tempo não se prolongue mais do que 60 minutos. Entre 10 e 15 gramas estaria a dose correcta. 40gr de caseína antes de dormir é aumentar a síntese de proteínas durante o sono em aproximadamente 26% de acordo com estudos prévios. Mas é sabido que dormir uma maior quantidade de tempo é uma estratégia clássica utilizada por todos aqueles que querem crescer e aumentar o seu tamanho, consumindo cerca de 8h por esta atividade também repercute em otimizar hormônios de perda de gordura como a leptina. Uma possibilidade de quantificar a qualidade e o tempo de descanso, é usar as novas tecnologias que suportam certas aplicações e dispositivos com que medir a qualidade do sono. Se você está querendo comer massa, mas você se encontra imerso em uma dieta baixa em hidratos de carbono, teste os "macarrão shirataki". São elaborados com glucomanan, um tipo de fibra, e que, portanto, são livres de calorias e, claro, de hidratos de carbono. Tomar um suplemento de vitamina D, mas o que se refere ao colecalciferol (vitamina D3) e não ergocalciferol (vitamina D2), já que é uma fórmula muito mais assimilável. Esta vitamina proporciona os benefícios de melhorar a absorção de cálcio e fósforo, essenciais para a boa saúde dos ossos. Os benefícios de comer carne alimentada de pastagens com maior teor de ômega 3 e CLA estão sobrevalorados. A recente pesquisa mostrou que a quantidade encontrada destas substâncias em carnes de animais que tens sido alimentados com ração ou milho, são muito semelhantes. Parte 2