Exames médicos desejáveis para os 50 anos

Os profissionais de saúde recomendam a realização de um exame de saúde anual para todas as pessoas aparentemente saudáveis maiores de 50 anos, acima desta idade, os exames podem espaciarse durante mais tempo, por exemplo, a cada dois anos entre os 40 e 50 anos e a cada três anos, com menos de 40 anos. Há sempre que ter em conta que as pessoas que tenham sintomas específicos, devem consultar o seu médico para resolvê-lo. Há que dizer que um exame médico consiste em que o paciente vai a uma consulta com um especialista em Medicina Interna, que vai realizar uma anamnese e exame físico completo, dependendo dos resultados da consulta e a avaliação que considere o profissional, condicionarão as provas que serão feitas em seguida. Entre as provas aconselhados destacam eletrocardiograma, hemograma, glicemia, uréia, creatinina, ácido úrico, colesterol, TG, HDL, LDL, Ca, P, Na, K, Fe e função tireoidiana, para citar algumas das mais importantes. É importante, dependendo dos resultados e de acordo com o critério do médico, são recomendados uma série de exames complementares, como revisão cardiológica, onde figurem ecocardiograma e PEG , explorações radiológicas, como Rx tórax, ecografia abdominal/ urilógica e mamografia, consulta ginecológica, analítica, gasometria arterial, espirometria –provas respiratórias-, colonoscopia e outras provas consideradas necessárias. Estes exames, dependendo dos testes complementares que sejam solicitadas pelo especialista, podem ser realizadas em até 24 horas, embora em outras ocasiões, é necessária a permanência do paciente na clínica, onde será informado a todo o momento das provas que se vão realizar. Além de uma avaliação do estado geral de saúde, em função de antecedentes familiares e pessoais, trata-se de verificar, principalmente, os seguintes problemas de saúde, para que no caso de que existam, curar o problema ou eliminá-lo sempre que possível. Entre elas, cabe destacar: o risco de doença cardiovascular, detecção de HTA, colesterol e triglicérides, diabetes Mellitas, obesidade, avaliação funcional respiratória e alguns tipos de câncer. Foto Por: usphospitales