Como funciona a Ligadura de Trompas

A ligadura de trompas é uma cirurgia, através da qual, se fecham as trompas de Falópio, que ligam os ovários com o útero e, através da qual a mulher que se submete a ela, não pode engravidar. A operação foi realizada em um hospital, com anestesia geral ou local, mas em nenhum dos dois casos, você poderá sentir dor. Sua duração ronda os 30 minutos e pode fazer mais nada ter um bebê ou durante uma cesariana. Durante o procedimento, o cirurgião fará uma pequena incisão cirúrgica no abdômen, ao redor do umbigo e se irá bombear gás dentro do mesmo para expandi-lo e visualizar adequadamente o útero e as trompas de Falópio. Com a ajuda de um laparoscopio, com uma câmera minúscula em um extremo, é introduzido no abdômen, com a ajuda de instrumentos para bloquear as trompas, as quais se cauterizan com um pequeno anel. O procedimento de ligadura de trompas é recomendado para mulheres adultas que saibam com segurança que não desejam engravidar, algumas se arrependem mais tarde. Calcula-Se que do 50-80% das mulheres, se submetem a uma recanalización de trompas, para voltar a engravidar, mas quando o procedimento histeroscópico de oclusão das trompas, é muito difícil de reverter. A ligadura de trompas é considerado uma forma de planejamento familiar, permanente e, em nenhum caso, recomenda-se como método a curto prazo ou reversível. Como qualquer outra cirurgia, pode apresentar problemas de infecção, hemorragia ou danos a outros órgãos, podendo existir reações alérgicas aos medicamentos, problemas cardíacos e respiratórios. Pode ser que a ligadura de trompas, implique risco de gravidez pelo fechamento incompleto de trompas, aumento do risco de gravidez ectópica e lesões a órgãos periféricos. A cirurgia pode provocar dor e sensibilidade, pelo que se aconselha a toma de analgésicos, assim como evitar levantar pesos, ao menos durante a quatro semanas após a cirurgia. Fonte Imagens ThinkStock.