Como distribuir as refeições durante o dia

Na hora de manter uma boa alimentação e um peso adequado, devemos não só estar atentos ao que comemos, mas também como ele se come e como distribuímos os alimentos ao longo do dia. Uma correta distribuição dos alimentos ao longo do dia nos garante um aporte adequado de nutrientes. Os especialistas em nutrição recomendam fazer cinco refeições ao dia, com as três principais (café da manhã, almoço e jantar) e dois mais leves (a meio da manhã e da tarde). Desta forma, não devem passar mais de 4 horas entre as refeições, já que, assim, manter sempre ativo o metabolismo e, ao mesmo tempo, evitamos que nos entre fome entre as refeições e nos peguemos o pouco saudáveis. É fundamental conhecer o total de calorias que tomamos a cada dia e dá-las entre essas cinco refeições. Devemos ter claro que o que nos engorda não é comer, mas sim o que comemos. Vamos ver algumas diretrizes gerais para a hora de saber como distribuir a comida ao longo do dia: – Pequeno-almoço É de fundamental importância, já que nos dá a energia suficiente para começar o dia com força, garantindo um bom desempenho físico e intelectual. É uma refeição fundamental, pelo que não nos devemos saltar nunca. Alguns dos alimentos que não devem faltar em um bom pequeno-almoço são os hidratos de carbono de absorção lenta, como o pão. Também não deve faltar as vitaminas, minerais e gorduras saudáveis, como as que nos dão o azeite e o tomate. Por isso, uma das melhores opções pode ser uma torrada com um pouco de azeite e untada em tomate. Devemos também tomar um copo de leite, que nos dá o cálcio, e uma peça de fruta. – Meio da manhã Até a hora da refeição passam muitas horas, por isso, para evitar que apareça a fome e o mau humor, assim como para manter a topo de energia, é muito importante tomar algo a meio da manhã. Tampouco se exige um aporte de calorias muito grande, o que pode nos bastar com um iogurte sabor ou uma peça de fruta. Isso sim, se falta muito tempo até o almoço é recomendável deixar para outro momento da fruta, já que, normalmente, na hora de tomar fruta voltaremos a ter fome, o que pode fazer com que voltemos a petiscar alguma coisa. – Comida É importante que o primeiro prato seja de colher, seja uma sopa, caldo ou purê. As melhores opções para o prato principal são o peixe ou carne magra, já que nos dão uma grande contribuição das proteínas diárias que precisamos. Também é importante tomar legumes que pode ser usado como acompanhamento. O mito de que não devemos tomar água em comida, porque engorda é totalmente falso. De fato, é muito necessário tomar uma quantidade moderada de água, na comida também, já que contribui para uma melhor digestão dos alimentos. – Lanche Como que a meio da manhã, é comum que nós, entre fome e ainda sobram algumas horas para o jantar, por isso que é necessário dar um aporte extra de energia para o nosso corpo, mas sempre de uma forma moderada. Podemos optar por um bom copo de leite com duas ou três biscoitos integrais, torradas com geleia ou molho de tomate, uma peça de fruta ou um iogurte. Também é muito positivo tomar um punhado de frutos secos. Desta forma, nós removeremos o bichinho do estômago, mas sem lhe dar um aporte excessivo de nutrientes ao organismo. – Jantar É fundamental fazê-la em breve e clara para evitar digestões pesadas e problemas para dormir logo. É importante incluir, na última refeição do dia hidratos de carbono de absorção lenta como a massa de pão ou as batatas. Você pode nos ajudar também na hora de dormir um copo de leite. E nunca pular o jantar, já que estaríamos deixando o organismo sem receber nutrientes durante muitas horas.