Causas da disfunção erétil

A disfunção erétil é a incapacidade repetida para alcançar ou manter uma ereção suficientemente firme, como para ter uma relação sexual. Às vezes, é mal chamada "impotência", mas há que esclarecer que este é um problema que interfere na relação sexual e na reprodução, por causa da falta de desejo sexual e problemas com o orgasmo e a ejaculação e isso não acontece na disfunção erétil. Com a disfunção erétil, existe uma incapacidade de ter uma erecção ou só pode ter ereções breves. Em homens mais velhos, a disfunção erétil tem uma causa física, geralmente, como uma doença ou por efeitos colaterais de medicamentos. Cabe destacar que qualquer distúrbio que cause uma lesão nos nervos ou que prejudique o fluxo de sangue para o pênis pode causar esta disfunção, podendo aparecer em um 5% dos homens de 40 anos e entre 15% e 25% dos homens de 65 anos de idade. A causa mais comum de disfunção erétil, é o dano aos nervos, artérias, músculos lisos e tecidos fibrosos, como resultado de uma doença, tais como a diabetes, renal, aterosclerose, alcoolismo crônico, esclerose múltipla, doença vascular e doença neurológica, as quais são responsáveis por 70 % dos casos, dos quais entre 35 e 50% são causadas por diabetes. Também, a cirurgia de próstata com câncer, pode lesar nervos e artérias perto do pênis e causar disfunção erétil. Uma lesão no pênis, da coluna vertebral, da próstata, da bexiga e da pelve pode levar a uma disfunção erétil, sem esquecer , medicamentos para pressão arterial como anti-histamínicos, antidepressivos, tranqüilizantes, inibidores de apetite, medicamentos para úlcera. Especialistas no assunto pensam que fatores psicológicos como o estresse, ansiedade, depressão, baixa auto-estima e medo de falhar no sexo causam 10 a 20% dos casos de disfunção erétil, assim como o efeito do tabaco e produção de uma quantidade insuficiente de testosterona. Imagem de: adonis.grupoblogperu