Alimentos e dicas para combater a prisão de ventre

A constipação não é uma doença, mas se um problema digestivo bastante comum e muito chato para quem o sofre. Quase todas as pessoas que temos sofrido alguma vez em nossas vidas, e caracteriza-se pela dificuldade em evacuar, o que provoca uma defecação muito irregular e, muitas vezes, dolorosas. As fezes passam a ser poucas e duras. Está doença é provocada pela falta de movimento regular os intestinos. Apesar de, geralmente, afeta, em geral, por períodos curtos, é importante mudar os hábitos que levaram à prisão de ventre, para que não se repita e que não se torne crônico e mais problemático, que altera a nossa qualidade de vida. De acordo com a pessoa, o nível de atividade, dieta, a frequência defecatoria varia em número, mas se entende como normal desde que não se apresente dor ou dificuldade na hora de evacuar as fezes. Quando a pessoa começa a notar o desconforto, é importante que você tome medidas para restaurar um sistema digestivo enérgico e eficaz. Quando uma pessoa está estreñida pode sentir também dores no abdômen, inchaço, gases, dores de cabeça, sensação de cansaço e até mesmo esgotamento nervoso. O prisão de ventre é uma conseqüência direta do nosso estilo de vida, por isso é normal que se origine por falta de exercício, estar sentado muito tempo, a ingestão de pouco líquido, estados de ansiedade e/ou estresse, a ingestão de grandes quantidades de carnes, alimentos secos e muitas proteínas. Também afeta muito as mulheres grávidas, as pessoas que consomem muito álcool e cafeína de forma habitual, idosos e aquelas que mudaram de hábitos recentemente. Muitas vezes, a prisão de ventre é tratada com medicamentos laxantes para resolver o problema, mas não se deve abusar nunca deles, já que têm vários efeitos colaterais e com o tempo o corpo está acostumado a eles, o que pode até mesmo agravar o problema. É por isso que sempre se pode combater de uma forma muito mais eficiente natural esse problema com uma série de alimentos e truques. – O primeiro conselho, e mais importante, a hora de combater a prisão de ventre é seguir uma dieta rica em fibras. É recomendável consumir frutas e verduras pelo menos cinco vezes ao dia. Não só evitar a prisão de ventre, mas que nos beneficiaremos das propriedades da fibra e estes ricos alimentos. Frutas frescas, secas, frutos secos, legumes e produtos hortícolas oferecem uma contribuição excelente de fibra. Em especial, as alcachofras, as brutas da floresta, o kiwi e a romã são grandes aliadas na hora de combater a prisão de ventre. Os frutos secos e frutas secas são muito importantes para uma dieta saudável, e contam ainda com maior quantidade de fibra, mas há que regular o seu consumo, já que também são bastante calóricos e contribuem muito açúcar. As ameixas secas, as compotas de pêra e maçã são de grande eficácia para combater estados de prisão de ventre. Também não nos podemos esquecer de legumes, cereais e produtos integrais. – Tomar comidas fermentadas, como podem ser os yoghurts. – O farelo de trigo e aveia, por alto conteúdo em fibra, são muito eficazes para esta doença, uma vez que servem para estimular os músculos do intestino. – Você tem que ingerir bastante líquido, entre 1,5 e 2 litros de água por dia, no mínimo. – Há que ser regulares nos horários de refeição, dedicamos nosso tempo, de forma que mastiquemos e saboreemos bem o que comemos. – Embora doa, nunca há mais que reprimir o desejo de defecar, já que, mas agravamos a situação e pode provocar o aparecimento de fissuras e almorranas. – É bom também ser estabelecido um horário para ir ao banheiro, de forma que acostumbremos nosso corpo às mesmas horas. – Da mesma forma, não devemos fazer um esforço exagerado nem forçar se não há vontade de ir ao banheiro. – Você tem que fazer exercício de forma diária. – Como já comentado anteriormente, os laxantes há que tentar evitá-los, sempre que possível, e se usam, sem eles em quanto se possa.